Ryon Sax, embaixador da ARD, fará visita aos pacientes infantis no Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Rio de Janeiro

Embaixador da ARD Foundation, o músico Ryon Sax fará nesta sexta-feira (18/10), às 10h, uma visita aos pacientes infantis na Seção de Oncologia Pediátrica no Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Centro do Rio de Janeiro. O evento foi organizado pelo INCAvoluntário, Área de Ações Voluntárias do Instituto.

Lá, o multi-instrumentista terá a oportunidade de interagir com cerca de 40 crianças em tratamento contra o câncer, que vão aproveitar a visita especial para aprender mais sobre as notas musicais e também a tocar músicas infantis com a flauta doce.

“Como eu comecei aos oito anos de idade na música com a flauta doce, através de um projeto social de um professor, para mim será muito simbólico estar levando esse instrumento para as crianças. Quero também fazer uma interatividade com elas, com papel e lápis de cor, para desenhar as mãos, ensinando as notas em cada dedo”, adiantou Ryon.

Responsável por levar alegria e boa energia aos locais onde se apresenta misturando o som do seu saxofone com música eletrônica, Ryon sofreu um baque quando um sobrinho de apenas 19 anos perdeu a batalha contra o câncer. Não à toa, ele se tornou ainda mais sensível ao universo da doença. Convidado a ser um dos embaixadores da ARD Foundation, viu a possibilidade ideal de transformar a dor pela saudade em esperança.

“Antes de perder meu sobrinho, eu já era um cara sensível a tudo que é relacionado ao câncer, essa doença tão maligna e silenciosa que abate o mundo inteiro. O convite da ARD significa que eu posso me tornar mais um elo nessa corrente de luz. Vou ajudar onde minha mão puder alcançar. E tenho fé de que médicos e cientistas incentivados pela Fundação ainda vão salvar muitas pessoas”, disse o músico, cuja rotina se divide entre os estudos e os shows, abertos para o grande público ou privados.

Mais sobre a ARD Foundation

A Fundação Alcides & Rosaura Diniz (ARD) nasceu em janeiro de 2017 pelas mãos da empresária paulista Ana Paola Diniz. O objetivo é mobilizar recursos e direcioná-los para a pesquisa e tratamento do câncer. Basicamente, a ARD prioriza pesquisas nos campos de mapeamento do genoma humano e imunoterapia, duas das mais novas promissoras terapias de combate ao câncer.

“A imunoterapia é uma luz no fim do túnel, uma das mais avançadas terapias no combate ao câncer. Utilizá-la garante 90% de chance de cura contra determinados tipos da doença”, diz Ana Paola sobre a nova terapia que visa estimular e capacitar o sistema imunológico do próprio paciente para transformar as células T Cells em CAR-T (células de defesa natural), ou seja, em verdadeiros “mísseis teleguiados”, que detectam e destroem células neoplásicas.

Em 2019, a ARD passou por uma reestruturação. Mais técnica e acadêmica, a Fundação formou um board médico altamente especializado, reunindo profissionais capacitados em diferentes áreas. São eles os responsáveis pela produção de artigos sobre determinados temas ligados ao câncer. A ARD também abriu as portas para que médicos do mundo inteiro interessados em solicitar fundos para os seus projetos de pesquisa tenham esta possibilidade. Sendo aprovado, a Fundação dará destaque ao perfil do profissional em questão, divulgação do projeto em si e a mais absoluta transparência no que diz respeito ao uso dos recursos ao longo da pesquisa.

Em 2019, a ARD Foundation também é parte de um movimento global chamado “Giving Tuesday” – ou, como é conhecido no Brasil, “O dia de doar”. A celebração acontece no dia 3 de dezembro, data em que cada um de nós será chamado a refletir sobre a importância de doar, inspirando outras pessoas a se engajarem em uma corrente do bem.

Hoje, existem mais de 32,6 milhões de pessoas com câncer no mundo. Esses pacientes somente têm à disposição tratamentos que, ao atacar a doença, afetam também células sadias com severos efeitos colaterais. A Fundação ARD nasceu para mudar este quadro! Contribua através do site: www.ardfound.org

Sobre o INCAvoluntário

O INCAvoluntário possui mais de 15 anos de atuação e é responsável pelo planejamento e promoção das ações voluntárias no Instituto Nacional de Câncer (INCA), que buscam contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes infantis e adultos e seus acompanhantes, por meio de atividades de inclusão social e resgate da cidadania. Para isso, conta com a colaboração de pessoas que realizam ou apoiam atividades educacionais, recreativas, culturais e de lazer com os usuários em tratamento no Instituto.

Entre os objetivos do INCAvoluntário está a humanização do ambiente hospitalar; a melhoria da autoestima dos pacientes e seus acompanhantes; o apoio para que o paciente não interrompa o tratamento no Instituto por falta de recursos financeiros; e a promoção de atividades que contribuam para a geração de renda. Nos núcleos de atendimento do INCAvoluntário nas unidades hospitalares do INCA, os pacientes recebem doações de kits de higiene pessoal, perucas, lenços e podem solicitar, ainda, o empréstimo de cadeira de rodas e cadeira higiênica para usar durante todo o período de tratamento residencial.

Além disso, o INCAvoluntário distribui cerca de 900 bolsas de alimentos por mês para pacientes em condições socioeconômicas desfavoráveis, o que é fundamental para que o paciente mantenha uma dieta equilibrada em sua residência durante o tratamento. Essas bolsas são montadas por meio de doações que recebemos de empresas e pessoas físicas.

Atualmente a equipe do INCAvoluntário conta com cerca de 570 voluntários que realizam diariamente ações em prol dos usuários do Instituto. Além de diversos parceiros que apoiam as iniciativas seja por meio de doações de recursos ou como mobilizadores e divulgadores do trabalho do INCAvoluntário.

Para mais informações sobre o INCAvoluntário, entre em contato pelos telefones (21) 3207-4585 ou 3207-4617 ou acesse a nossa página no site do INCA (www.inca.gov.br/incavoluntário).